Previdência Privada

A contratação da previdência privada é a melhor forma para a construção de patrimônio financeiro e para a garantia de um futuro próspero.

Seus benefícios são extremamente importantes: amparo na terceira idade, capacidade de investimento e aproveito de oportunidades financeiras e construção do futuro de seus beneficiários.A previdência privada é a única possibilidade de formação de um patrimônio financeiro de R$1.000.000,00, de zero a 50 anos de idade, a partir de R$50,00 –para menores de idade- ou de R$100,00 - para maiores de idade-, por mês. 

Ainda, através desse produto, não há possibilidade de seu capital ser sequestrado pelo governo. Seu dinheiro é protegido mesmo em caso de falência da instituição em que ele está, porque a lei das seguradoras não permite falência e sim intervenção e incorporação, ou seja, a previdência não entra em massa falida. No caso de intervenção, o Banco Central (BACEN) convoca os titulares de previdência privada e solicita escolha de outra seguradora para migração de seus fundos, sem nenhum custo.


Exemplo: A previdência privada passou intacta pelo sequestro das poupanças e aplicações no governo Collor e pela intervenção no Banco Santos.

Previdência Privada X INSS:

Além disso, algumas de suas vantagens estão na sua diferenciação à previdência do INSS.A previdência privada complementa a aposentadoria e faz do cliente dono de seu capital. Assim, caso ele faleça, seus beneficiários recebem esse capital acumulado. Já na previdência do INSS, o segurado não tem acesso e não é dono de seu fundo, e, portanto, em sua morte, os beneficiários não têm controle sobre o capital e sobre o valor da aposentadoria.

[ Ver mais Informações ]

 

Como Fazer Resgates sem Esvaziar o Fundo:

A preocupação de muitas pessoas que têm previdência privada é tirar dinheiro de seu fundo e esvaziá-lo. Mas, para que isso não aconteça, a regra é simples: deve ser resgatado apenas valor menor ou igual ao do rendimento. Por exemplo: se o rendimento é 1%, resgata-se até 1%. Lembrando que resgatar valor menor ao do rendimento é uma vantagem, já que possibilita a atualização do fundo.

 

Diferenças: VGBL/PGBL E Tributação Definitiva/Progressiva:

A diferença básica entre VGBL e PGBL é:

  • VGBL: a contribuição não é deduzida no Imposto de Renda.
  • PGBL: a contribuição é deduzida no Imposto de Renda (na PF: somente para quem faz DECLARAÇÃO COMPLETA e na PJ: somente para empresa de LUCRO REAL).

Já com relação à tributação da previdência, é importante ressaltar que ela só ocorre no momento de resgate do capital acumulado!

A diferença básica entre tributação definitiva e tributação progressiva é:

  • Definitiva: Essa tributação é melhor para aqueles que pretendem manter seu dinheiro no fundo por, pelo menos, 10 anos, já que a tributação diminui com o passar dos anos. No primeiro ano de previdência, a taxa é de 35%. E, ela diminui 5% a cada dois anos de permanência do capital. Ou seja, em 10 anos, a taxa é de apenas 10% (e não se altera mais).
     
  • Progressiva: Tributação mais vantajosa para aqueles que não garantem a permanência de seu capital no fundo por10 anos. A tributação nesse caso é de 15% no resgate e, na declaração de IR, há a compensação. No PGBL, a tributação é sobre o total acumulado. No VGBL, a tributação é sobre o rendimento.

 

Opção de Contribuição Esporádica:

Normalmente, o consumidor teme fazer uma previdência privada por ter que se comprometer a contribuir todo mês. Porém, todas as seguradoras desse ramo permitem que a contribuição seja esporádica, ou seja, que o segurado contribua quando puder fazê-lo.Assim, fica muito fácil formar um patrimônio financeiro, contribuindo pouco e quando possível.

 

Todos os Seguros Seguros para Empresa Seguros para Família
Rua Maria José, 7-07 - Jardim Altinópolis - Bauru SP - CEP: 17012-160
(14) 3223-2601
(14) 99628-6600
cooperprev@cooperprev.com.br
COOPERPREV ® - Todos os direitos reservados
Produzido por Agência KR